BAFTA: Os vencedores da noite

O filme mudo «O Artista» foi, neste domingo, o grande vencedor dos prémios da indústria britânica BAFTA.

O filme francês «O Artista», de Michel Hazanavicius, impôs-se como melhor filme na gala de entrega dos prémios da Academia Britânica de Cinema e Televisão, realizada na Royal Opera House de Londres, tendo obtido sete dos 12 galardões a que era candidato: melhor filme, realizador melhor realizador, melhor ator , argumento original, banda sonora, fotografia e guarda-roupa.

O vencedor do prémio de melhor ator dos «óscares ingleses», Jean Dujardin, deixou para trás nomes  prestigiados como Brad Pitt («Moneyball»), George Clooney («Os Descendentes»), Gary Oldman («A Toupeira») e Michel Fassbender («Vergonha»).

«La Piel que Habito» («A Pele Onde Eu Vivo», em português), do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, venceu o prémio BAFTA  para  melhor filme estrangeiro, impondo-se ao grande favorito, o iraniano «Uma Separação».

Este é o quinto BAFTA de Almodóvar, que já obteve dois prémios do cinema britânico com «Tudo Sobre a Minha Mãe», em 1999, e outros tantos por «Fala com Ela», em 2002.

O filme britânico «A Toupeira», adaptado de uma obra de John Le Carré,  recebeu o prémio de Melhor Argumento Adaptado.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s